Global Press Releases

Software AG revela as 5 principais tendências para o setor de Bancos e Seguradoras em 2019

São Paulo, Brasil, quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

A Software AG acaba de revelar as suas cinco principais apostas para o setor financeiro em 2019. Desde Open Banking, passando por financiamento customizado baseado na utilização, até a aceleração da adoção de Internet das Coisas (IoT) em seguros comerciais, as empresas do setor estão prestes a ingressar em uma nova era digital.

#1: Entre na dança da Transformação Digital

O setor irá aderir ao Open Banking como o próximo estágio de maturidade da transformação digital focada no atendimento ao cliente, adotando a capacidade de gerenciamento do ciclo de vida das APIs (API life cycle management) para obter escala, controlar, gerir e reutilizar APIs. Algumas instituições estão dando uma pausa em suas estratégias Open Banking para identificar o modelo que irão colocar em prática, mas algumas delas ficarão desapontadas quando perceberem que estão um pouco atrasadas para o baile e a maior parte do ecossistema de parceiros mais disputados pelo mercado já estiver dançando a sua valsa no salão.

#2: De volta ao básico

O back office irá obter aquele investimento tão necessário, seja no setor bancário ou em seguradoras. Após anos de gastos em tecnologias mobile e de atendimento ao cliente, as instituições financeiras irão perceber que atingiram o limite do que podem oferecer aos clientes em experiências contextuais, a não ser que elas automatizem processos de forma mais aprofundada e inteligente. Especialmente quando consideramos uma possível desaceleração econômica se desenhando no horizonte, os times de negócios serão pressionados a demonstrar um rápido retorno no investimento em projetos que envolvem tecnologia. O uso pragmático e focado de Machine Learning e Robotic Process Automation (RPA) irá ajudar a eliminar custos com integrações, erros manuais e mão de obra cara empregada em atividades de baixo valor agregado.

#3: Celebrar (?) a Maturidade

Em 2019, duas coisas irão acontecer aos bancos menores, conhecidos nos EUA como “bancos desafiadores”, não se restringindo às Fintechs. Primeiro, eles deixarão de ser start-ups para ingressar em um mercado maduro, e consequentemente irão ganhar uma significativa participação de mercado. Em segundo lugar, este amadurecimento irá resultar em maiores dores de cabeça, as quais as instituições já estabelecidas no mercado estão bem familiarizadas. Enquanto os mais “antigos” começam a chegar próximo de completar 10 anos de operações, eles irão descobrir que mesmo bancos menores podem ser desafiados pela sua arquitetura de TI! Embora alguns bancos tradicionais estejam estrategicamente focados em automatizar a sua prática de gerenciamento e planejamento do portfólio de TI (ITPM), em 2019, as outras instituições, incluindo os bancos menores e Fintechs, irão descobrir que sem transparência e redução na complexidade, o seu ritmo de inovação será drasticamente reduzido.

#4: Você está protegido?

O setor de seguros de bens comerciais e acidentes pessoais irá aprofundar o uso de IoT. Sustentadas pela primeira recuperação de preços desde 2013, as seguradoras irão expandir o uso de aplicações telemáticas em frotas, e sensores para edifícios inteligentes. Elas irão adotar o monitoramento contínuo com sensores para entregas de alimentos perecíveis e medicamentos, e dispositivos vestíveis (wearables) para usuários de máquinas e equipamentos. E, como no mercado consumidor, a IoT irá gerar valor na prevenção de riscos e fraudes, e também na melhoria da gestão de sinistros e engajamento dos clientes. As seguradoras comerciais mais inovadoras irão criar valor a partir da construção de ecossistemas em torno de dados IoT (ex.: para assistência médica ou na estrada), e foco nos processos internos para encurtar ciclos nos negócios (ex.: abrir um sinistro mediante uma notificação de acidente).

#5: Quanto vale?

Com o avanço dos modelos de custos baseados em uso, o financiamento para ativos fixos como maquinário irá mudar dramaticamente. Ao invés do pagamento de prestações com base no tempo, os pagamentos cada vez mais serão realizados com base no fluxo de receitas gerado por um equipamento industrial – conforme a medição de um sensor – e compartilhados com o banco. Por conta dos bancos estarem tomando uma posição de participação em resultados, isto tem uma conotação muito interessante para o risco. Quantas peças de um equipamento são necessárias para gerar o mesmo fluxo de caixa do que uma única peça de alta qualidade que esteja funcionando bem? Mais do que nunca, a qualidade dos produtos do setor manufatureiro se torna um elemento crucial do risco financeiro.

Para mais informações sobre transformação digital em empresas do setor bancário e seguradoras, acesse:
https://www.softwareag.com/br/solutions/banking/default.html

Sobre a Software AG

A Software AG ajuda as empresas com sua transformação digital. Com a Digital Business Platform da Software AG, as organizações podem interagir de uma maneira melhor com seus clientes e proporcionar a eles novas jornadas digitais e propostas de valor únicas, além de criar novas oportunidades de negócios. No mercado de Internet das Coisas (IoT), a Software AG permite que as empresas integrem, conectem e gerenciem componentes IoT, bem como analisem dados e prevejam eventos futuros com base em Inteligência Artificial (AI). A Digital Business Platform é construída com base em décadas de desenvolvimento de software, experiência em IT e liderança tecnológica. A Software AG tem mais de 4.500 funcionários, está presente em 70 países e teve receita de €879 milhões em 2017. Para saber mais, visite www.softwareag.com.br.

Siga-nos no Twitter: Software AG Brasil | Software AG Global

Informações para a Imprensa
Lidiane Rocha, Gerente de Marketing Latam (latam@softwareag.com) – (11) 2899-6600

Support login